Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

Duas notas

1) Os britânicos ligam tanto ao que se passa em Portugal quanto os portugueses ligam ao que se passa no Burundi. É preciso dizer mais?

 

2) A campanha publicitária da TMN que faz alarde à hipótese de tráfego ilimitado de dia *ou* de noite vale-se de um uso ambiguo do “ou”. O que eles querem dizer é que se o tráfego é ilimitado de dia não é de noite, e se é de noite não é de dia. Em termos mais técnicos, diz-se que a disjunção é exclusiva, pois o significado do “ou” exclui um dos disjuntos. Mas a frase está construída para parecer que a disjunção é inclusiva, no sentido em que ambos os disjuntos obtêm. O que se quer fazer passar é a ideia de que o tráfego é ilimitado de dia ou de noite conforme o cliente queira usar esse bónus de dia ou de noite, mas não é isso que resulta do contrato que o cliente assina. Eu já sabia disto, mas há muito boa gente que não lê as letras pequenas e depois tem uma desilusão. Leiam as letras pequenas!

Estou: tramado, catano!
Sonoro: The Strokes - The end as no end
Filosofado por No mercy às 23:11
Link do post | Filosofar | favorito

*Filósofo diletante

*Pesquisar no blog

 

*Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

*Recentes

* Coisas que me incomodam I...

* Coisas que me incomodam

* Wise Guys

* Portugal, Um Retrato (a)S...

* O fim de uma aventura

* After 2001, the dream of ...

* Tiazonas da linha e outra...

* I am becoming a bit crazy

* Sistema de ensino? Profs?...

* Agnosticismos, lochs e hi...

* Seja como for...

* Antes que seja tarde

* Uma pitada de chauvinismo...

* Percentagens

* Duas notas

*Arquivos

*tags

* todas as tags

blogs SAPO

*subscrever feeds